Ajudar Mais Animais

A Realidade dos Cães Acorrentados

Acorrentado a Uma Porta

Em Portugal, são milhares e milhares os cães condenados a prisão perpétua, sem que tenham cometido nenhum crime. São mantidos acorrentados uma vida inteira.

Por todo o país, são demasiados os cães que sofrem em silêncio. Sofrem em silêncio, porque muitas pessoas desconhecem o sofrimento dos animais acorrentados, outras pessoas não se importam e outras simplesmente não se querem “intrometer”.

Muitos animais não têm sequer um abrigo, outros dormem dentro de um bidão ou de uma casota que mal os protege da chuva e das temperaturas extremas. Sentam-se sobre a lama ou sobre o cimento gelado, muitas vezes não têm sequer água fresca à disposição e raramente têm atenção.

Quase nenhum destes cães conhece outra vida que não estar amarrado a uma corrente. Quase nenhum destes cães sabe o que é passear, o que é correr atrás de uma bola, nem muito menos o que é ser acarinhado.

Acorrentados pelo pescoço, estes animais não vivem, limitam-se a existir. Existem sem respeito, sem carinho, sem exercício, sem interacção social e, muitas vezes, sem os cuidados alimentares e higiénicos mais básicos. À medida que os dias se vão transformando em semanas, as semanas em meses e os meses em anos, a maioria destes cães deita-se, senta-se, dorme, come, bebe, urina e defeca dentro do mesmo raio de dois metros...

O Que Há de Errado em Manter Um Cão Acorrentado?

Manter um cão acorrentado é o pior castigo que se lhe pode dar. Os cães são animais de matilha, são animais sociais que precisam de estar integrados numa família com a qual possam interagir. Privar um cão de interacção social e de exercício físico é algo extremamente cruel que contraria a sua natureza.

Acorrentar um animal tem um efeito muito negativo no seu temperamento, comportamento e saúde. Um cão que passe todo o dia ou a maior parte do dia preso começa a desenvolver problemas comportamentais ou temperamentais, pois o seu instinto natural de estar em grupo é suprimido. Um cão acorrentado ou isolado apenas consegue aprender que detesta o isolamento e que detesta ter a sua liberdade e os seus movimentos restringidos, enquanto o resto do mundo se pode movimentar à vontade. Um cão acorrentado é um animal constantemente atormentado.

Ajudar Mais Animais

Felizmente, a convivência mais próxima com animais de companhia tem vindo a mostrar a cada vez mais pessoas que, tal como nós, os outros animais podem sofrer ou alegrar-se, sentir medo ou solidão, sentir frustração ou satisfação. Mas, ao mesmo tempo que tomamos consciência do sofrimento de alguns animais, a maioria de nós continua ainda a ignorar (e a desrespeitar) os milhares de animais que sofrem e morrem longe da nossa vista, entre as quatro paredes de uma exploração agrícola, de um laboratório ou de um matadouro. E se o cão acorrentado nos toca mais facilmente o coração, o porco que é criado, explorado e morto pela sua carne não é certamente menos injustiçado.

Num mundo cheio de violência injustificada contra a qual pouco podes fazer, existe algo onde só dependes de ti para fazer toda a diferença: